no Extremo Oriente ...à descoberta de um novo mundo
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007
Fim de Semana em grande :-)

Finalmente um fim de semana sem o compromisso de ter que ir ao Carrefour , e que deu para passear e começar a explorar esta cidade e ver os sítios maravilhosos que tem. Depois de uma sexta feira de trabalho, que terminou com um jantar no melhor restaurante chinês que já estive desde que cheguei a Pequim, tivemos a brilhante ideia de entrar num bar que nos pareceu animado, com ocidentais e que servia Expresso e no qual entretanto descobrimos que eles eram todos muito amigos uns dos outros,  if you know what  I mean , e que gostavam muito de dançar música dos anos 80 já de uma época quem nem me lembro. Todos nós bebemos o café da praxe, que cá é caro como tudo e de volta a casa, a pé, e a cantar coisas tão lindas como Tom Saywer e afins.


O canto das aves...

O Sábado começou cedo, para variar as horas tardias a que o pessoal está habituado a acordar. Depois de percorrer não sei quantos kms à procura do Sparrows o único café dito português desta terra, de termos pago quase 5 euros por um galão e uns croissants minúsculos, eu, a Cláudia e a Marta fomos até à Zara , só para ver os preços. Assim chegámos, assim nos viemos embora porque cá é tudo muito mais caro do que em Portugal, embora preços acessíveis para a comunidade de expatriados que cá vive.

A tarde foi fantástica. Passeio no Templo do Céu, um parque enorme com templos de arquitectura chinesa que infelizmente não pudemos visitar porque a hora a que chegámos era já tardia. Tirámos imensas fotografias, o António já se tinha junto às raparigas (a desgraçada da Susana teve que ir trabalhar) e ainda houve tempo para dançar e ouvir música tradicional chinesa. Fomos convidados por um dos muitos grupos que cantava a juntar-nos à sua dança. Foi o que se pode chamar uma verdadeira integração na cultura chinesa.


No ar ouviam-se vozes, ouvia-se o despique do canto chinês com vozes fortes que ecoavam num "bosque" frio, de árvores despidas e fustigadas por um Inverno rigoroso, sentia-se no ar a cultura de uma terra que não é a nossa mas estamos a aprender a aceitar como tal. A alegria do canto, de homens e mulheres que partilham os mesmos ideais e que aceitaram que também nós partilhássemos a sua cultura, nós os ocidentais que não temos os olhos rasgados e que não conhecemos nada do que é ser-se chinês.

Não deu para filmar a nossa dança, mas como o António disse, estas coisas não se filmam, vivem-se, e ele tem toda a razão, há coisas que de facto não se conseguem documentar, têm que ser vividas. Esta foi uma delas. Temos que lá voltar, ainda há muito para explorar, ainda há vozes e sons que nos falta ouvir, ainda há frio que temos que sentir, naquele lugar onde a verdadeira China transparece.


O caminho até ao parque fez-se de metro e a pé (andámos imenso), por entre uma multidão de chineses que correm loucos nas ruas, que vivem efusivamente o Ano Novo chinês que se aproxima e que se renderam ao consumismo.





Passámos em mercados de rua, nas casas pobres de quem vive uma realidade à parte da nossa, vimos rostos sujos e sorrisos maltratados por um país pobre que lentamente acorda para um mundo que se quer igual. Sim, porque também aqui as coisas bonitas têm o reverso da medalha, e não há globalização nem crescimento económico que consiga ainda apagar as diferenças que vemos nas ruas e nos sítios que cada dia conhecemos.


sinto-me: Following the Star

disse anliang às 04:10
link do post | Digam o que quiserem | favorito

Quem sou eu?
Roteiro de Viagem

Até Breve...

2008

The very last countdown

Cores

Macau e Hong Kong finally

Confissões

Papéis

Compras e mais compras

Home alone, almost China ...

Entendimentos a Oriente g...

Countdown...

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Área da Cusquice
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


blogs SAPO
subscrever feeds