no Extremo Oriente ...à descoberta de um novo mundo
Terça-feira, 31 de Julho de 2007
Pleasure & Leisure
Depois de um fim de semana mais do que calmo, embebido pelo calor horrível que se fez sentir Sábado e Domingo, eis que a semana começa num frenesim completo. Ainda a tentar recuperar das duas frustradas incursões pela cidade de Pequim, a primeira Sábado, em que resolvi que devia ir visitar uns monumentos que ainda faltam: o Palácio do Príncipe .... (agora não me lembro) e a Mesquita da Rua da Vaca. Pois bem, não vi nem um, nem outro. O primeiro porque simplesmente não dei com aquilo, bem que me fartei de andar, fui de metro, saí na estação certa, andei, perguntei, tirei fotografias e nada, nada de Palácio. Ao fim de 3 horas a andar e de estar mais do que cansada, já tinha dado a volta ao Parque Hohai , tomado um Iced Cofee , descansado num aparente centro de Medicina Tradicional Chinesa, e estava mais do que, pronta para regressar a casa, com a frustração de não ter cumprido o objectivo que me fez sair sozinha de casa nessa tarde.

A Mesquita da Rua da Vaca, diz-se a Mesquita mais antiga de Pequim, recomendado como ponto de assente de visita pelo Guia da American Express , ficaria para Domingo, uma vez que o Large se tinha oferecido para me fazer companhia. Ora bem, mais uma incursão perdida. Estava um calor abrasador, não se conseguia andar na rua, além de que, me tinha esquecido da morada... Bem de volta a casa, com o ar condicionado ligado no mais fresco que se conseguia tolerar, estudei chinês o resto da tarde...quer dizer, ora estudava, ora ia à internet, ora mandava e via uns sites e uns mails . Bom pelo menos não fiquei de consciência pesada, a pensar, ah e tal não estudei nada...aprendi, acho eu, mais umas coisas, que já deveria saber, é certo, mas que pronto, enfim, mais vale tarde do que nunca.

Lá fica o Palácio, a Mesquita para o próximo fim de semana, a não ser que o combinado com a Sónia vá em frente e vamos ver os Flagrant Hills , que devem ser uns montes perfumados e que ficam super longe, lá para os lados do Palácio de Verão, e que eu também gostava de visitar, só não tinha era arranjado companhia. Dado que os planos que fiz para os dois dias de descanso passados não resultaram, o melhor é não prometer nada, se der vou, se não der não vou, pois claro!

A semana, como já disse, começou a um ritmo bastante alucinado, com muito trabalhinho para "ontem" que é como se gosta. Há e tal é Verão, está tudo de férias...ai não está não...ainda bem, que com este calor, falta de sol, dias cinzentos de chuvada tropical, quem é que lhe apetece andar a passear? Mais vale ficar aqui a trabalhar, hen hao , hen hao !!!

sinto-me: A trabalhar no duro...


Domingo, 29 de Julho de 2007
Nonsense...
Há dias em que pensamos no amanhã
Há dias em que pensamos no ontem,
No nosso passado recente
Nas mudanças que aconteceram
Há dias em que tudo passa sem darmos conta,
Sem percebermos as razões
Do que vemos
Do que sentimos
Daquilo que mais queremos
Do que detestamos e
Do que um dia sonhámos.
 
Há dias em que olhamos o céu
Como se fosse a nossa última imagem,
Como se ao mar não chegássemos mais,
E ao deserto nunca fossemos.
Há horas em que o coração está apertado,
Em que a nossa garganta seca,
E por mais água que bebamos...
Nunca esta sensação vai embora.
 
Iludimos os olhos com arco-íris
Feitos de papel colorido,
De sedas de mil cores
Que nos oferecem nos mercados ambulantes
E o vento que bate na face
Parece nunca secar lágrimas ocasionais.
 
Nos desencontros da vida,
Conhecemos quem um dia
Por nós rapidamente passou,
Quem soubemos ser,
Alguém que conosco nunca mais se cruzou!
 
E pensamos sempre que o amanhã será diferente,
Do hoje que vivemos,
Do ontem que sentimos,
Nem sempre...porém,
Porque os sonhos não têm validade...

sinto-me:
música: Norah Jones


Sexta-feira, 27 de Julho de 2007
Leitura Obrigatória
É favor ler a notícia que saiu hoje no Jornal de Negócios entitulada

"Portugueses burlados na China"

Tenho dito!

sinto-me: a precisar de um café...Delta!


Quinta-feira, 26 de Julho de 2007
Deâmbulações
Já vai longa a minha ausência destas lides da escrita, sobretudo para quem por cá passa com frequência, mas na realidade, como calculam, nem sempre há novidades para contar, e eu tenho andado com pouca paciência para dissertar sobre as notícias de que a China isto ou a China aquilo.
Assim sendo, refira-se apenas o facto de ontem à noite termos ido celebrar mais um aniversário de um banponiano , Cabo Loucinhas que completou mais um aninho. Ora bem, o bolo estava bom e o jantar também , foi à luz das velas e com bastante repelente, dado que os mosquitos por esta altura andam loucos e a ceia foi servida no jardim do Pavillion , "ali" para os lados do Worker Stadium .

Agosto aproxima-se a passos largos. Normalmente é tempo de férias...ou talvez não! Já o ano passado não tive férias em Agosto, fui à praia prá'i duas vezes e pronto, passou o Verão, ficou Inverno e a minha pele continua assim a dar para o translúcida, porque o escaldão que apanhei na Mongólia já há muito que passou. Ainda não é este ano que vou torrar um bocado, porque aqui praia não há, como sabemos, e ainda não vai ser este fim de semana que lá vamos dado que as previsões do tempo não são as melhores.

As minhas aulas de chinês já entraram no segundo nível, ainda com o primeiro livro e sem ter feito o exame. Acho que é para a semana que vou testar os meus conhecimentos...vai ser lindo vai, vai daí que, este fim de semana, menos passeio e mais estudo, senão a coisa não vai resultar. Espero que as previsões de mau tempo se mantenham, pelo menos para um dos dias, que desta forma o apelo para sair à rua é menor.
Temos visitas este fim de semana, 3 ao todo, dois amiguinhos que chegam no Sábado e outro que chega na 2ª feira. Lotação esgotada no 22 e ainda requisição de um dormitório no 12.

Programação exacta para os próximos dias não há, mas o que eu posso dizer, é que o tempo passa depressa e a meio do ano de 2007 começo já a fazer alguns planos a médio prazo para 2008 e também, tenho que pensar em acertar a data do meu regresso, o que implica alteração do bilhete. É melhor assegurar o meu lugar antes que se acabem as vagas nos voos da British , essa fabulosa companhia aérea, lol . Estava a pensar regressar no sábado, dia 15, mas afinal não há aviãozinho para Lisboa nesse dia, uma pena, que eu estava a planear chegar, jantar qualquer coisa tipicamente portuguesa e ir para a night lisboeta. Lá ficam os planos adiados, mas não por muito tempo. É que ao Domingo...não se passa nada!


sinto-me: Na descontra


Segunda-feira, 23 de Julho de 2007
Banalidades de fim de semana
A noite de sexta feira foi mais do que animada. O vinho tinto português regou o jantar de despedida do Gustavo, mais um, é verdade, este muito mais divertido, com muita música à mistura.

Sábado, depois de um almoço no MacDonalds e de uma viagem mais do que apertadinha no metro de Pequim, chegámos ao destino: Capital Museum , para apreciar Gaudí e as suas obras avançadas no tempo. Impressiona o poder de criação de tal mestre, em tempo longínquo e com uma forte extemporaneidade em cada "peça de arte" que criou.

O próprio edifício é fantástico, enorme, amplo, muito apelativo para passar umas horas a ver e absorver arte, seja ela ocidental seja oriental, patente estava também, uma das colecções permanentes da Galeria, a História da Cidade. Mais havia para ver, mas o tempo era curto. O jantar foi português e no 22, com música apropriada. Convidámos todos os portugueses que conhecemos para jantar e conviver em espírito contacteante .

O Domingo, de acordar tardio, como aliás tem sido nestes últimos tempos que tratamos por tu a cidade e achamos que estamos tão em casa como antes em Portugal, num qualquer Domingo de recuperação de farra. Almoço no Italiano, uma Ciabatta para repor energias e uma volta até ao centro da cidade, ver Xidan , zona de compras por excelência da população local. Impossível gostar do que quer que fosse, porque apesar de mais do que integrados, continuamos com conceitos de moda muito distintos. Enfim...valeu pela visita à Livraria de Xidan , que mais parece um centro comercial de livros, pois nos seus 4 pisos se repartem tudo o que é literatura, livros técnicos e o que mais houver neste sector. A livraria estava cheia de gente, assim como as ruas e os parques inerentes. Consegui comprar o dicionário, principal razão que me tinha lá levado. DE facto estamos noutra dimensão, e se por vezes alguma dúvida tivéssemos, basta sair à rua ao fim de semana e visitar um qualquer distrito que não seja o nosso, Chaoyang , para nos apercebermos que de facto, 15 milhões de pessoas têm que estar em algum sítio e que também a dimensão dos lugares tem que ser ajustada a estes números.

música: Ala dos Namorados - Loucos de Lisboa


Quarta-feira, 18 de Julho de 2007
Esplanadas para que te quero!!!
E não é que estou numa esplanada na Sanlitun Lou , na Petit Paris, a beber um Iced Lemon Tea , a apanhar o fresco da tarde ligada clandestinamente à rede wireless do GustoMenta a geladaria aqui do lado? Eu que tivesse sabido disto mais cedo...essa é que é essa.

Um bom fim de tarde para todos..com sol espero.

sinto-me: Parisienne


Fim de Tarde
São praticamente 5 horas da tarde.

Hoje quando entrei no elevador do prédio, para descer do 22º andar para o R /C deparei-me logo com o tapete que de vez em quando se lembram de lá colocar com o dia da semana: Wenesday , ainda assim alguém não se lembre que dia é, o que não me espanta, até porque eu mesma às vezes ando meio perdida nos dias da semana. O dia estava muito feio, não se via o céu e as ruas estavam molhadas da chuva que de certeza havia caído durante a noite. Eu não ouvi nada! Claro que enfiei logo os pés em algumas poças de água, que se formam no meio das ruas, à beira dos passeios, sim que os saneamentos e escoamento de águas deixam muito a desejar, assim como em Portugal, quando chove, não é só em Pequim que isto acontece como bem sabemos. A passo rápido para apanhar o táxi que teima em querer ir para Sanlitun pela circular...lá tenho que explicar pela enésima vez que não quero ir pela circular. Claro que os taxistas não percebem porquê, sobretudo porque um pouco mais à frente vão ter que parar nos semáforos: bem a razão é simples, a saída da circular é praticamente em cima da rua onde fica a Embaixada, logo, não dá! claro que vão a protestar pelo caminho, enfim...já é um ritual.

À hora do almoço corria uma brisa na rua, coisa rara devo dizer, por estes dias em que as temperaturas têm estado mais do que altas, em que os táxis parecem arcas frigoríficas e a humidade tem andado anormalmente na casa dos 80 a 90%. Soube bem o ventinho semi-fresco na cara, de tal forma me soube bem, que me lembrei imediatamente dos dias de Inverno e do fresco da manha. Bem, naquela altura é mais do que fresco, é gelo, mas pronto, é um "suponhamos", lol .

Agora já passam 6 minutos das 5 da tarde.

O dia ficou bonito, o céu está AZUL, coisa rara, nunca vista nos últimos tempos, vê-se o sol e está AMENO, ou seja, nem muito calor nem muito frio. Ouvem-se as cigarras, ou serão pássaros? Nem sei bem, eles não se calam, o que nos faz pensar que estamos mesmo no Verão. Os ramos das árvores mexem as folhagens. O dia ficou bonito quase no seu final, que coisa estranha. O Arco-Íris foi coisa que por aqui nunca avistei, mas tenho a certeza que deve andar por aí algures perdido na cidade. A única coisa que sei, é que com este tempo assim só me apetece ir para uma qualquer esplanada apanhar ar fresco e sol e ler qualquer coisa gira...tenho aqui umas coisas giras para ler, adivinhem lá o tema. hum, vá uma tentativa...ok, é sobre a CHINA!!!!

Hoje é um dia bom para estar em Pequim, na China...às vezes ainda penso nisso com estranheza, contudo já passaram 6 meses desde que cá estou, ainda faltam mais 5...estar na China, que estranho.

sinto-me: Summer Time...


Daily Horoscope for Sagittarius
Finally , recognition comes your way as something you have already done now draws the attention of others to you . In some people's eyes , you are a real hero . For you , however , it isn't that big of a deal . It may be that you finally get the pat on the back that you deserve . Nurture your own aspirations and reach for the sky .
                                            Wednesday , July 18, 2007

Estas são as previsões do meu signo para o dia de hoje.
Nem sempre as leio, estas coisas valem o que valem, mas quando o conteúdo é este, quase que dá vontade de realmente acreditar nos astros, não dá?
I'll reach the sky then , i just hope that it will be soon !

sinto-me: I can Fly...over the rainbow..


Segunda-feira, 16 de Julho de 2007
Regressos e Progressos
Este fim de semana foi feito de muitas emoções: uma partida e um aniversário.
O João voltou para Portugal, com a mala cheia de coisas, da tralha que trouxe, da que comprou por cá e ainda de tudo o que viveu com a Banpo Family ao longo de 5 meses de estadia no prédio ao lado. Deixei de ter companhia para os almoços de Domingo no Peter Pan .
Voltas João?
Ficámos no Kokomo até quase às 5 da manhã, depois de uma noite animada de copos e dança. O 22 despediu-se do João depois de conversas matinais que duraram até quase às 7 da manhã. O descanso dos guerreiros fez-se até ao meio dia porque eu e o Large tivémos que ir gravar umas correcções para o nosso" livro maravilha de ensino de português a chineses. Fomos todos jantar ao Hutong . No Hutong parece que estamos fora da cidade, onde não se avistam prédios altos, as ruas são estreitas e os bares e pequenas lojas de roupas e recuerdos , mas dquelas de design, fazem lembrar o Bairro Alto. Internet Wireless faz a ligação com o mundo, naquele que me parece um fantástico oásis em Pequim. Sábado de parco descanso, caminha cedo. Ainda houve tempo para depois da meia noite cantar os parabéns ao Large que fez anos ontem, 24!

Dia de aniversário lá em casa, almoço no Italiano uma mega Chiabata .
Eu e a Claudia andámos em azáfama todo o resto de tarde, entre impressão do Jornal que foi concebido para presentear o Major XL, compra do bolo e t-shirt do Tim Tim. O bolo tinha óptimo aspecto, género Floresta Negra e que depois de retirar a parte abundante de Chantilly , que bem que me soube. (já é do conhecimento geral que eu não aprecio muito chantilly , mas como o aniversariante gosta, isso é que interessa).
Jantámos na Rua dos Fantasmas, uma das muitas avenidas de Pequim, com lojas e restaurantes de um lado e de outro, super iluminada. O restaurante é um antigo Courtyard recuperado. Jantámos no pátio, a noite estava amena e a comida óptima. O Large conseguiu juntar 20 pessoas para celebrar o seu aniversário. Foi uma noite muito agradável e divertida, sobretudo quando toda a gente leu o que cada um tinha escrito sobre ele para por como notícia no jornal Major XL, edição única.

Hoje é segunda-feira, por isso cá estamos de volta ao trabalho!
Uma boa semana para todos.


sinto-me: Com sono


Quarta-feira, 11 de Julho de 2007
Frases Soltas
Já se sabia que muito ar frio ia dar nisto, uma valente constipação. O meu sistema imunitário nesta cidade já teve dias melhores, deve ser da poluição. Bolas, que isto foi o dia todo a assoar-me e a pingar do nariz. Bem sei que não são coisas muito bonitas de se dizer/escrever, mas as partes menos boas também são para contar. Ar condicionado, ar condicionado, agora olha, lenços de papel, lenços de papel!!!

O calor nesta cidade continua a aumentar a vontade de estar por casa, embora os últimos dois dias tenham sido fantásticos, céu azul e sol. Tempos trabalhosos aproximam-se, por isso é bom que eu esteja preparada para os enfrentar.

Daqui a Dezembro é um pulinho. É verdade, como a maioria já foi informada, por cá ficarei até perto do Natal. São opções de vida que se fazem, naturalmente com um propósito objectivo e consciente, com o tudo o que uma decisão desta natureza pode implicar. A contagem era suposto ser decrescente para os 3 meses, agora aumenta para os 6. Posso com toda a  certeza dizer que estes primeiros seis passaram a correr. Ainda ontem embarcava sozinha em Lisboa com destino a Pequim, na China, onde estava uma simpática senhora, Madame Zhang , com um papel com o meu nome escrito, mesmo à saída da manga do avião, para me receber. Ainda ontem me lembro do frio que se fazia sentir num lugar que tinha tudo de diferente. Ainda hoje dei por mim a olhar pela janela do táxi que me levava para casa e pensar, que giro, já conheço esta rua, aquela, e outra também. Já sei caminhos alternativos para contornar o trânsito, dizer as direcções em chinês...mais ou menos a mesma sensação de quando há 10 anos atrás cheguei a Lisboa e tive que encontrar, aí sim, sozinho no verdadeiro sentido da palavra, o meu rumo nessa cidade.

São estas aventuras que nos testam, que testam os nossos próprios limites e formas de comportar e de aguentar o desconhecido, vencer a solidão ou as saudades que se sentem de tudo aquilo que sempre conhecemos como nosso e que demos sempre por certo. Mas a vida é incerta, e o que isso tem de intimidador tem de fantástico, sobretudo quando tudo acontece de forma não planeada, como vir para a China, 9 meses, um ano, quem sabe mais tempo...

sinto-me: Em balanço


Quem sou eu?
Roteiro de Viagem

Até Breve...

2008

The very last countdown

Cores

Macau e Hong Kong finally

Confissões

Papéis

Compras e mais compras

Home alone, almost China ...

Entendimentos a Oriente g...

Countdown...

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Área da Cusquice
Que horas são aqui?
E que horas são aí?
Os Cuscos
   
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


blogs SAPO
subscrever feeds